Alentejo: as Melhores Praias da Europa

Diversas publicações internacionais, especializadas e generalistas, têm vindo a mencionar o litoral alentejano como um dos últimos paraísos não descobertos, em termos de praias de qualidade. Um dos motivos para este “esquecimento” será sem dúvida a ausência de grandes cidades ou portos na costa alentejana, bem como a histórica ausência de um grande aeroporto (como o de Faro, que ajudou a “fazer” o Algarve desde os anos 60). Apesar da nova fama do litoral alentejano, não é de esperar, contudo, que as suas magníficas praias percam o encanto tão cedo. Afinal, são cerca de 200 quilómetros de segredos por descobrir! Vejamos alguns exemplos:

Melides

Provavelmente, é a maior praia de Portugal, em termos de extensão. Esqueça a reserva de espaços na praia, de véspera, com marcação de lugares através do chapéu de sol e das toalhas. Em Melides, o espaço para se esticar, parportugal-643416_960_720a os miúdos correrem livremente e para jogar à bola nunca mais acaba. E sim, o litoral alentejano está tão abrigado dos ventos húmidos e frescos vindos do Norte – a tradicional Nortada, do litoral centro e norte – como a costa de Armação de Pêra, onde se registava o célebre hábito de reserva de lugar na praia.

S. Torpes, Sines

Uma das praias de eleição para os surfistas alentejanos, célebre também pelos seus restaurantes. Consta que era aqui que um célebre empresário português do setor da sucata, condenado por corrupção ativa, se encontrava com políticos e gestores públicos com a finalidade de promover os seus negócios ilícitos.

Praia da Samoqueira, Porto Covo

Porto Covo está situada sobre uma falésia (como cantava Rui Veloso), sendo necessário descer alguns metros até aos areais em frente à localidade, cada um deles com um nome de praia próprio. A praia da Samoqueira destaca-se pelo seu caráter reservado, com as falésias a criarem uma reentrância acentuada, que forma uma minibaía, dependendo das marés.

Leave a Reply