A definição de “hotel de charme” é suficientemente fluida e aberta para que nela caibam diferentes tipos de estabelecimentos. Pode ser um edifício antigo com a fachada recuperada e com uma decoração moderna no interior; pode ser uma joia de arquitetura contemporânea, com uma localização “premium” em termos de paisagem (rural ou urbana); ou um edifício histórico, eventualmente classificado na qualidade de património, onde a decoração interior mantém inalterado o estilo de épocas passadas. Aquilo que download (1)é verdadeiramente comum a todos os “hotéis românticos” ou “hotéis boutique” é a alta qualidade do serviço prestado.

Neste sentido, veja agora uma lista de hotéis de charme diversificados entre si, mas que procuram preencher este último requisito comum, e vital na sua apreciação.

Pocinho Bay (ilha do Pico)

Este pequeno hotel de charme está situado bem junto aos vinhedos que produzem o célebre e raro vinho da ilha do Pico, no grupo central do arquipélago dos Açores. Poderá mergulhar na piscina, provar o vinho e conhecer a ilha; os mais aventureiros não dispensam a subida ao ponto mais alto de Portugal, a 2351 metros de altitude. A Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO em 2004.

Casa da Ínsua (Penalva do Castelo)

Este hotel permite aos visitantes dormir num típico solar do século XVIII, construído num magnífico estilo barroco, onde o charme desta época se mantém intocado. Apesar da antiguidade, não se preocupe, pois inclui suites de luxo, portanto com WC próprio, ainda que tal não fosse corrente no século XVIII. Além de poder chegar rapidamente à histórica cidade de Viseu (a 25 km), não deixará de provar os intensos vinhos do Dão, característicos desta região.

Hotel da Oliveira (Guimarães)

Bem no centro histórico de Guimarães, também classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, este hotel situa-se na praça do mesmo nome, num edifício histórico magnificamente recuperado para o efeito. Além do bar e da biblioteca, o hotel permite aceder facilmente, a pé, aos principais pontos de interesse turístico da cidade.